Welcome to South Korea

BEM VINDOS A COREIA!!!!

Como tudo que é bom dura pouco, minha paradinha por Dubai foi boa, mas já cheguei no meu destino pelos proximos 6 meses!!!

Depois de simplesmente ter desmaiado no avião (também pudera, praticamente uma semana dormindo nem 2h por noite, uma hora eu ia desabar mesmo. Aliás foi até bom, tenho sérios problemas em dormir em avião e dessa vez não tive problema nenhum!!!)

Cheguei no Aeroporto de Incheon de tarde, por volta de umas 17h. Logo que sai do avião fui seguindo o fluxo até pegar um trem que levava para onde passavamos pela imigração.

Nesse momento o primeiro sinal que estamos no Primeiro Mundo: FREE Internet Wi-fi do Aeroporto!!!!!!!!!!!!!

Aproveitei para dar aquele check-in básico para tranquilizar mamãe que cheguei bem e também já me comunicar com o André que estava me esperando lá na frente.

Depois de passar pela imigração, fiquei um pouco apreensiva pois o Brasil não precisa de visto para passar até 3 meses e dai até me justificar que iria sair dali 3 meses, que iria fazer turismo por todo esse tempo, fiquei com medo, mas até que a menina me aceitou ok e me deixou passar – UFA!!

Peguei minha mala e WELCOME KOREA!!!!!

O Dé já estava bonitinho me esperando no aeroporto, pegamos um ônibus bem arrumadinho e em pouco mais de uma hora estavamos descendo no ponto que fica a duas quadras da nossa nova casinha pelos próximos meses!

Aliás nossa localização aqui em Seoul é privilegiada. Estamo a duas quadras do metro e esse vai para a cidade inteira. Ônibus aqui também é uma maravilha. É muito bom pregar esse desapego de carro e transito. Lógico que é muito mais fácil praticar esse desapego quando temos um sistema de transporte público que realmente funciona e que chega fácil em qualquer canto!!

A respeito de sábado nem tenho o que falar, cheguei no nosso apartamento, deixei minhas malas pelo caminho e desmaiei! Mas desmaiei assim, chegamos por volta de 19h aqui, fui acordar por volta de 1h para beliscar alguma coisa e voltei a dormir até o dia seguinte.
Uau! Fazia tempo que não imendava um sono desse!!!!!

No domingo levantamos e fomos tomar café num Café/Bakery – Tous les Jours – Eu, André e o Thiago que é o outro Brasileiro que veio no mesmo programa de intercambio, cada um na sua área.

Nem era tão cedo, mas descobrimos que os Coreanos não são de acordar muito cedo não, a cidade estava que parecia abandonada!
Chegando no Tous les Jours o sistema é assim, eles tem uma bancada com diversos tipos de pães, enrolados, bagels, sanduiches, muffins, enfim várias coisas de padaria mais estilo americana. Dai pegamos uma bandeja, um pegador e escolhemos o que queremos. Levamos para o caixa, eles esquentam você paga e dai senta para comer.

Ficamos hooooooooooooraaasssss ali, mais conversando do que comendo, mas fazendo uma geral da nossa impressão desses primeiros dias/horas de Coreia!!!

Depois demos uma volta pela avenida. Estamos no bairro de Gangnam e é realmente um dos bairros mais internacionais de Seoul, mas digo internacional num sentido mais ocidental. Pois se não fosse os olhinhos puxados e os risquinhos ao invés de letrinhas, poderia muito bem se passar por uma avenida em SP ou em NY, cheia de lojas conhecidas como Nike, Levi’s, roupas e calçados em geral, Lojas de cosméticos, restaurantes, Burger Kings e cafés, muitos e muitos e muitos cafés!!!!

Eles tomam muito café por aqui – no verão, gelado de preferencia. Tem starbucks a cada meia quadra e nesse intervalo tem uma Tous les Jours e uma Paris Baguette e uma Pascucci e uma Dunkin Dunets e um outro café de nome menos conhecido e outra de nome mais conhecido e assim vai por todos os cantos da cidade!!!!

Ficamos andando, fazendo meio que um reconhecimento de território, dai lembramos de um detalhe: Não tinhamos um pedaço de pão em nossos apartamentos, ou sabão para lavar as roupas, nada.

Dai resolvemos fazer a primeira prova de fogo: Ir no Supermercado!!!!

Conseguimos a indicação de um aqui perto e lá fomos os três para a aventura!

Na parte de cima ficava só mais parte de limpeza, higiene pessoal, produtos em geral. De inicio foi meio complicado tentar descobrir o que era sabão, o que era amaciante ou o que era qualquer outra coisa. Se não tinha alguma pista em inglês na embalagem, ou pelo menos uma cara conhecida igual do Brasil ou das EUA, ficava meio complicado. Até tinha umas senhoras que ficavam para falar sobre o produto, mas falavam em Coreano e ai? rssss. Uma hora quis comprar Shampoo, tava começando a me desesperar até qe vi embalagens de Pantene e Dove, foi um grande alivio!!
Só depois de um belo tempo rodando essa parte de cima, que descobrimos que tinha um segundo andar e era lá que ficava a que a gente realmente precisava – Comida!

De inicio foi tranquilo, tinha pães, vinhos, coisas reconheciveis. Dai fomos para as carnes, até também tranquilo, só tomando o devido cuidado de não cair na besteira de comprar qualquer coisa que já venha pronta, ou já venha temperada.

Para quem não sabe aqui na Coreia o pessoal curte uma pimenta, mas assim não é aquela Tabasco que você coloca duas gotinhas e dá um saborzinho gostoso, o negócio aqui é o vidro inteiro de Tabasco, mais Jalapeño, mais aquela pasta Hard Core de pimenta, tudo isso junto, muito alho e acho que ainda tá fraco… Sentiu o drama?

Pois é, aqui o negócio tem que tomar muuuuuito cuidado!!!

Continuando nosso supermercado, fiquei impressionada com o tanto que eles tem daquelas pessoas servindo alguma coisa. Desde as gororobas mais assustadoras, até vinho, sucos, sopas e carnes. Aliás pegamos uma porçãozinha de carne de porco que experimentamos do cara servindo e estava uma delicia!!!!

Pulando a parte de frutos do mar inteiros, fomos para geladeira, Yakult um pacote com uns 20 potinhos = US$ 1.50. Engraçado foi tentar achar entre os galões de leite qual era o integral o desnatado, o semi e etc.
Nas gondolas, tentar descobrir o que era Sal e o que era açúcar, qual o sabor do miojo, se o vidro era azeite, oleo de cozinha, vinagre, Shoyo ou qualquer outra coisa. E os arroz??? Meu deus como os sacos de arroz são gigantescos!!! E é legal que o grão é diferente do nosso no Brasil, ele é mais arredondado, o duro era tentar perguntar para as pessoas qual a diferença do pacote azul, para o pacote amarelo, para o pacote verde e etc, pegamos um que parecia mais com o nosso e seja o que Deus quiser!!!

Até que no final foi positivo. Acho que até conseguimos nos virar bem melhor do que imaginavamos.
Salvo por um ou outro sub-título em inglês ou outra língua que era possível ler e entender, embalagens com caras óbvias, passamos positivamente!!!

Dai fomos pegar um táxi para voltar para o hotel com as nossas compras- Santa dica da minha mãe que indicou sempre andarmos com um cartão do hotel!!!!
E o cartão daqui, como é básicamente residencia de estrangeiros, já tem um mini mapinha no verso com a explicação de onde chegar. O importante é que chegamos no local certo – Ufa!!

Arrumada as coisa, já estava no fim do dia e no domingo já iriamos ter um primeiro encontro. Já tem algumas pessoas do Brasil de programas anteriores morando por aqui e uma delas, a Thais, resolveu reunir um pessoal novo e alguns antigos vindos de todos os cantos para uma integração e boas vindas a todos.
No grupo tinha: Vietnamita, Chinesa, Espanhol, Venezuelano, Americano, Russo e nós os brasileiros!!

Fomos num restaurante Italiano chamado Vapiano, bem gostoso!!!
Mas antes de chegar lá duas novas coisas. Como a gente fica de ma lado de uma avenida movimentada e toda hora temos que ir do outro lado da avenida e como não tem faixa de pedestre, o seguro é passar por debaixo da terra, pela estação de metro. Só que detalhe, estavamos num grupo grande e enquanto estavamos andando de boa, conversando com uma pessoa desse grupo, o resto disparou na frente. É normal eles andarem muuuuito rápido!! E o metro? um labirintoooooo!!! Agora, depois de uma semana passando por ali, que estou começando a me encontrar e identificar onde eu tenho que ir ou nao, são zilhões de saidas para cada lado e altura das avenidas, é muito grande lá embaixo! E para ajudar é cheeeeeio de lojas, parece até um shopping de tanta e todos os tipos de coisas que tem por lá e consequentemente muita gente rodando de um lado para o outro, um caos!
Mas conseguimos chegar e a noite foi muito legal e divertida. Mas aqui os restaurantes fecham cedo (porém isso só descobrimos essa sexta!) então por volta de 21h já estavamos voltando para casa. T R A N Q U I L A M E N T E !!!!

Sim, pq aqui algo que eles podem se gabar é da segurança!
Mesmo eu, voltando sozinha de noite para casa, passando por algumas ruas menos iluminadas ou escondidas, dá para fazer tranquilamente, sem se preocupar, pois ninguém vai te assaltar, vai estuprar, vai mexer, rapitar, muito menos passar falando ou mexendo, ou em atitudes estranhas. Esse sentimento de tranquilidade Não Tem Preço!!!

Já na segunda, bem melhor e menos atordoada de Jet leg, fuso horário ou qualquer coisa que tinha me deixado meio dizzy no domingo, combinei com a Thais de sairmos por ai.
Ela está na última semana dela aqui (volta hoje para o Brasil) e dai ela queria aproveitar que conseguiu dois dias off para comprar algumas coisas para levar.

Primeira parada – ITAEWON

Se Gangnam, onde moramos é o bairro mais ocidentalizado, Itaewon é o bairro mais internacional no sentido claro da palavra – Todos os países e diferentes etnias estão por lá.
Lá é onde encontramos os Foreing Market, onde é possivel encontrar comida e/ou produtos do mundo inteiro. A Thais estava procurando Coco ralado e Cravo para poder fazer beijinho, e foi lá nesse mercado que ela encontrou! Lá tem coisas mais tipicas de diferentes países, eu por exemplo encontrei milho de pipoca (no supermercado normal só vi os de saquinho) e também encontrei leite condensado!!!

Dando uma rápida volta pelo bairro, encontramos muita coisa de nigerianos e indianos que moram por ali, parece que também os melhores clubes para sair a noite também ficam por lá. Até um clube de transsexuais tem nesse bairro (explico: Homossexualidade é muito tabu por aqui, se no brasil ainda existe recriminação aqui então é absurdo, então não se mostra e evita ao máximo qualquer conotação homossexual para Coreanos. Então encontrar uma boate de transsexuais é realmente um achado!).

Enfim, além desses detalhes, lá também fica uma grande concentração de restaurantes internacionais. Tem brasileiro, ingles, frances, africano, espanhol, bulgaro e tudo quanto é nacionalidade que você imaginar.
Paramos para almoçar num restaurante Búlgaro – Que delícia!!!!!

De entrada pedimos uma porção de costela de porco e o prato é um frango com recheio de espinafre e um molho acho que de queijo. Ok, ok, tirei a maioria do espinafre do frango, mas ainda tinha um pouquinho e tentarei deixar mais numa próxima vez.

E outro detalhe sobre segurança, esses mercados internacionais e restarantes ficam todos numas vielinhas, meio morro acima, do tipo que você não entraria em SP nem se te pagassem!! Mas, como estamos na Coreia, aqui você anda por ali “numa nice!”.

Depois de Itaewon, pegamos o metro e fomos para um bairro chamado INSADONG.

Em Insadong é um dos melhores lugar para comprar suvenirs por aqui. É tipo um bairro de artistas, tem muita cerâmica, roupas típicas, mas também tem coisas de decoração, artesanatos, pinturas, coisinhas, bugigangas e tudo aquilo que a gente adora!!!!!

Aliás foi lá que tive minha primeira grande realização.

Antes de vir para cá, encontrei um blog na Internet chamado “De Prosa na Coreia” é sobre um mineiro que veio fazer Mestrado por aqui e ia contando o cotidiano e tudo o que acontecia por aqui. Num dos posts ele falou e mostrou um doce aqui da Coreia – Chama Kkultarae.
Esse doce, me chamou a atenção por a massa ser feita de mel e por ser conhecida como 16 mil fios, pq?
Oras, Simples! Pq a massa se você ve de pertinho são 16 mil fios que eles cortam em pedacinhos e recheiam com amendoim, nozes ou amendoas. E para ajuda é uma delicia!!!!

Fiquei muuuito feliz de ser praticamene meu prmeiro dia passenaodo e conhecendo e já ter encontrado esse doce! Fiz esse vídeo que está aqui em baixo é muito legal e vale a pena assitir (sem contar que o coreano falando ingles e toda a narração dele é muito engraçada!!!) Mesmo não entendendo ingles, assistam, vendo o cara fazendo é legal, interessante e engraçado!

Enquanto isso fotos do Kkultare e do bairro de Insadong



Depois dessa rua cheia de lojas e bugigangas que adoramos, demos uma volta rápida pelo bairro, pois ali é cheio de palácios e templos.
Fomos rápido em um dos templos, dos 3 Budas.

É bem bonito, estava calmo, pois era segunda-feira então tinha poucas pessoas, mas já cheguei a ver foto de uma festa que aconteceu nesse templo onde estava tudo enfeitado e cheeeio de gente.


Detalhe do teto, na entrada.





Os 3 Budas do Templo

Depois de Insadong fizemos mais uma parada, agora em MYONG-DONG (acho que esse escreve assim)

Lá é famoso por muitas lojas de roupa e sapatos e todo esse comercio de rua.

Foi lá também que tive minha primeira contastação triste – Será MUITO difícil comprar roupa e principalmente sapato aqui.

As pessoas aqui são minúsculas!!! São todos magrinhos, fininhos, gravetinhos, tanto que o que tem de monte nas araras é tamanho S (Small/Pequeno) e XS (Extra Small), os viadinhos tem aos montes calça tamanhao 24!!!! Hellooo 24? Isso é número de gente? É muito absurdo!!!
Dai eu no alto dos meus 1,75m e algunssss quilos e meu pézinho 38/39, muito impossivelmente conseguirei encontrar alguma coisa para mim, de sapato acho que o maior é 36/37, sim, já passei por essa humilhação aqui 😦

Nós chegamos a entrar numa H&M – que é loja de departamento dos EUA. O que a gente encontrava de M, L, a gente pegava! rss…
Até que achei algumas coisinhas legais, mas bem poucas comparado com o restante da loja.

Lá nesse bairro a Thais queria, além das roupas, comprar uns óculos diferentes de grau. Tem uma loja aqui que você escolhe a armação, leva a receita do médico ou seu óculos anterior e eles fazem as lentes em apenas 30 minutos. Mas o diferente são os estilos de armações, bem doido e diferente.

Ficamos por lá, não arriscamos a comer as coisas que eles vendem nas ruas, umas frituras de qualquer coisa, ou batata cortada toda em espiral enrolada num palito, ou frutos do mar vivos… enfim igualzinho o dogão ou a pipoca que a gente encontra nas nossas barraquinhas, só que não!

Nisso já estava escurecendo e nós já mortas de cansadas voltamos para casa.


Que tal esses óculos bem básicos???


Pois é, assim foram meus primeiríssimos dias de Coréia.

Tirando alguns pequenos detalhes da parte negativa – Cheiro de Kimchi, catarradas pelo meio da rua – O primeiro contato foi muito bom e muito positivo!

Quem me conhece sabe que comigo não existe tempo ruim, não existe dificuldade de adaptação, nem nada dessas frescuras.

E mesmo aqui do Outro Lado do Mundo, com língua, cultura, comida, cheiro, estilo, TUDO diferente, a gente sempre encontra algo para ficar feliz e para fazer tudo valer a pena!!!

Estou adorando demais essa oportunidade e essa experiência!!!

Depois conto mais coisas!!!

Beijos a todos!!!!

Anúncios

5 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Laura
    jul 08, 2012 @ 10:04:23

    To começando a me interessar pela Coreia. Carnaval talvez eu vá conhecer melhor este lugar.
    Beijos querida

    Responder

  2. Nathaly
    jul 08, 2012 @ 10:56:15

    Achei um máximo!! Uma delicia poder “viver” isso com vcs!! E podem ficar mais… Que no carnaval vamos vista-los!! Bjs

    Responder

  3. Monica
    jul 08, 2012 @ 13:44:15

    Tathi que D+, aproveita cada momento por ai, e nos conte as novidades 🙂

    Responder

  4. maria claudia
    jul 08, 2012 @ 19:23:53

    Tathy, estou adorando suas descrições dos lugares e comentários cheios de humor. Continue assim que vuiajamos com vc. Bj e bj no André.

    Responder

  5. Maria Amalia
    jul 16, 2012 @ 04:57:12

    Tathy!!! estou adorando seu blog, continue postando, assim podemos conhecer um pouquinho dai também. Adorei a narração do doce, cara figura!!! rs Essa massa me lembrou muito um restaurante que tem aqui na Liberdade, o Hong He. Tirando que a composição deve ser diferente, o princípio da massa parece bem igual ao do doce. Depois ve no site o cara fazendo: http://www.ronghe.com.br/.
    Super beijos

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: